Crítica | A Cinco Passos de Você

Tendo estreado nos cinemas brasileiros dia 15 de março, A Cinco Passos de Você é a nova aposta distribuída pela Paris Filmes inspirada no livro de mesmo nome O filme traz Haley Lu Richardson como Stella Grant e o astro de Riverdale, Cole Sprouse, como Will Newman, um casal de adolescentes que vive uma paixão extremamente difícil: diagnosticados com fibrose cística, são obrigados a manter distância um do outro para preservar sua saúde. Enquanto Stella pensa em quebrar as regras do hospital em que sempre esteve rigorosamente seguindo seu tratamento para se aproximar do novo garoto e ajudá-lo, Will começa a se rebelar contra o sistema e a possibilidade quase nula de recuperação.

Resultado de imagem para five feet apart

Em um primeiro momento, A Cinco Passos de Você aparenta ser apenas mais um filme leve para o público adolescente. Abordando um ambiente leve mesmo que enquadre um hospital e pacientes, Stella Grant é apresentada como uma adolescente comum apesar da fibrose cística que enfrenta: possui suas amigas, seus gostos e seu próprio canal no Youtube onde conta a todos sobre sua doença. Will Newman parece o famoso garoto problema, cínico, rebelde e sempre agindo de forma desinteressadamente interessada na personagem principal. Com isso, a fórmula para o principal público alvo nunca falha. Se repete e se mostra, talvez, fraca – mas nunca falha. O excesso dos clichês ainda se faz muito presente nos dias de hoje e não necessariamente representam algo ruim: se bem executada, a trama funciona, e A Cinco Passos de Você entrega a mensagem final que deseja.

Dois adolescentes e um romance de hospital, a jovialidade em tempos de urgência e representatividades exageradas de um universo que parece sempre ser o sonho de vida adolescente americana. Assim que nos deparamos com esses elementos, identificamos uma sequência de fórmulas que já deram certo sendo repetidas na apresentação do longa mas, mesmo assim, percebemos o diferente rumo e significado que este toma desde o princípio. O amor em tempos onde não pode se ter o amanhã, o teor de história que salta aos olhos de um público que consome a famosa fórmula do amor impossível e rebelde, este é atrativo para quem se envolve com Stella e Will e a mensagem que estes carregam com a importância do toque, abordada no começo do filme e resgatada no final, carregando uma mensagem que pode, sim, ir além de um romance clichê adolescente. A verdade é apresentada de forma muito sutil, capaz de roubar lágrimas da maioria que o assistir, mesmo que sem expectativas.

Resultado de imagem para a cinco passos de você

Tentar encaixar um livro inteiro dentro de um filme de duas horas nem sempre é tarefa fácil: para finalmente alcançar o ponto onde Will e Stella estão envolvidos emocionalmente à fim de desafiar a própria doença, os tratamentos e suas vidas, a trama nos é apresentada de uma forma muito corrida. Algumas coisas acontecem de modo rápido demais e alguns elementos são simplesmente deixados para trás conforme o filme avança, como o próprio TOC de Stella. Mesmo assim, o filme é extremamente balanceado trazendo não apenas momentos de romance entre os personagens, picos de tristeza são trazidos junto com personagens secundários que, da mesma forma, não destoam da história principal: está tudo interligado. A comicidade e os momentos mórbidos de se estar em um ambiente de hospital também são explorados, os dois sendo, inclusive, brilhantemente carregados por Poe, interpretado por Moises Arias.

Haley Lu Richardson brilha com sua leveza e modo de retratar a personagem e a doença pela qual ela está passando. Cole Sprouse também não deixa a desejar, embora sua aparência seja o principal elemento atrativo do público para Will. Em transições onde o casal antes unido pela personalidade ácida e desinteressada pela sobrevida de Will e a extremamente metódica Stella, existem cenas que dão muito certo e outras que acabam sendo bizarramente executadas, como a tentativa de cena romântica na piscina, pincelada de momentos estranhos carregando um taco de sinuca e uma exibição de corpos fora de contexto.

Resultado de imagem para a cinco passos de você

Mesmo assim, A Cinco Passos de Você entrega o que promete e garante, senão lágrimas, pelo menos um pouco da emoção e da mensagem sobre o toque. É um romance com desfecho inesperado que te faz refletir,  não apenas pelo romance entre os dois adolescentes, mas pela transmissão do emocional que nos toca após nos envolver.

 

Críticas, Filmes